Como conservar sua bicicleta?

Limpeza, manutenção e cuidado são os pilares fundamentais quando assunto é a longevidade da sua bike

Escrito por HDI Seguros 28/01/2021

Imagine você sentir o vento no rosto em um longo passeio de bicicleta enquanto cruza a cidade sem preocupação quando, de repente, um pneu fura, a corrente sai do lugar e os freios param de funcionar. Quem cuida diariamente da bicicleta sabe que prevenção é o melhor caminho para evitar acidentes e imprevistos como esses. Antes de cair na estrada com sua bicicleta, que tal ficar ligado nas dicas do Blog HDI para preservar sua bike e evitar surpresas na hora do aperto?

O melhor jeito de diminuir desgastes no veículo é realizar limpezas periódicas em todo o equipamento. Após uma forte chuva ou mesmo depois de uma trilha no meio do barro, é fundamental higienizar tudo com água. Até mesmo se o trajeto ao trabalho não oferece muitos contratempos para limpeza, a simples poeira do dia a dia pode diminuir a vida útil de algumas peças.

Depois do banho completo, não se esqueça de secar bem algumas partes da bike. Aproveite e lubrifique os principais componentes como a catraca de marchas, a corrente, os pedais e os rolamentos com óleo. Assim você aumenta a vida útil e evita a oxidação. Esqueça as receitas caseiras que indicam querosene, óleo de cozinha ou algum tipo de solvente. Procure sempre um mecânico de confiança na hora de escolher a melhor marca de lubrificante e não exagere na quantidade aplicada.

A pintura é uma das principais aliadas no combate à oxidação da bicicleta. Sempre que você verificar danos, arranhões ou locais descascados, aplique uma pintura imediatamente. Além de prevenir contra a ferrugem, ela ajuda a manter a aparência de mais nova. Caso não possua tinta fresca ou de cor semelhante, utilize esmalte comum, verniz para unhas ou uma base transparente para evitar estragos.

Após pedalar sob condições extremas, como lama, fique atento também às pressões dos pneus, que podem perder calibragem. Se possível, aposte em medidores, que são baratos e oferecem um balanço completo em questão de segundos. A calibragem adequada é uma maneira simples de manter a bike com a sensação de nova.

Além das rodas, outras partes como o guidão, câmbios, pedais e rolamentos merecem toda a atenção. Peças desreguladas ou frouxas podem provocar acidentes sérios, além do desconforto para dirigir. Faça revisões periódicas no aperto dos parafusos e carregue sempre uma chave de torque na mochila. Quem avisa amigo é: embora demorado, conferir todos os parafusos antes de sair é a garantia de um pedal sem surpresas.

É sempre bom lembrar que o local onde a bicicleta é guardada também influencia na preservação dela. Escolha sempre uma área adequada, como lugares fechados e secos, livres da umidade, sol, chuva ou vento. Se possível, opte por conservar a bike suspensa na parede ou teto, através de ganchos ou suportes apropriados.

Mesmo se a bicicleta não estiver sendo usada diariamente, esteja atento aos reparos. A falta de manutenção pode ocasionar acidentes, sem contar que o custo para o conserto aumenta. Esteja ligado na performance das peças e fique atento na conservação dos pneus, freios e peças de metal, que podem enferrujar depois de um período parado.

Fontes:

  • http://blog.bikeregistrada.com.br/conheca-6-cuidados-para-conservar-sua-bicicleta/
  • https://www.redbull.com/br-pt/como-limpar-sua-bike-5-dicas-de-manutencao