Empoderamento e mercado de trabalho

Entenda como o ambiente de trabalho só tem a ganhar com a equidade e o incentivo às lideranças femininas

Escrito por HDI Seguros 04/03/2020

Nenhum tema tem sido tão debatido no ambiente empresarial quanto o empoderamento feminino. Apesar de todos os avanços e incentivos, ainda é alarmante a desigualdade entre homens e mulheres na sociedade como um todo. Porém, cada vez mais, empresas de diversos segmentos têm desenvolvido alternativas, programas e ações para diminuir ou acabar com esse problema dentro das equipes.

Em muitos casos, há barreiras limitantes, como o preconceito. Segundo levantamento da Organização Mundial do Trabalho (OIT, 2018), em todo mundo a chance de um homem ocupar uma vaga é 26% maior do que uma mulher. Esse dado piora quando estamos falando de mães com filhos de até seis anos, de acordo com os dados, mulheres sem filhos pequenos possuem 7,3% a mais de chance de serem contratadas.

Entre as principais iniciativas para diminuir esse problema estão a inclusão das mulheres em treinamentos de organização e liderança, a busca pela remuneração igualitária independente do gênero e a eliminação de barreiras que impeçam o crescimento profissional da mulher, como o preconceito.

Para que o empoderamento na empresa realmente aconteça é preciso ser persistente nas ações, pois somente com o tempo é possível observar resultados. Tratar homens e mulheres de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos, além de fortalecer a união do time é ideal para promover um ambiente saudável para todos. Sem contar que é fundamental reforçar o apoio da extinção de qualquer forma de violência no ambiente de trabalho, seja ela verbal, física ou de assédio.

Com uma equipe bem diversificada é possível contar com diferentes opiniões sobre quaisquer assuntos, o que gera conteúdo, mudança e crescimento, levando naturalmente a resultados positivos. Uma empresa que coloca em dia práticas voltadas à equidade, gera atração, retenção e engajamento por parte dos colaboradores, o que possibilita aumento na produtividade e reconhecimento de talentos. Sem contar que a pluralidade de vozes participando ativamente do processo criativo possibilita novos produtos e serviços mais assertivos ao público-alvo.

Além de fortalecer o relacionamento internamente com funcionários já admitidos, o mercado de trabalho tem enxergado de maneira muito positiva empresas que trabalham pelo empoderamento feminino. Os consumidores também cada vez mais têm preferido e divulgado negócios que defendem uma bandeira de apoio ou respeito a determinadas causas.

Fontes:

  • https://www.ibccoaching.com.br/portal/importancia-do-empoderamento-feminino-nas-empresas/
  • https://administradores.com.br/artigos/o-reflexo-do-empoderamento-feminino-no-mercado-de-trabalho
  • https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/2019/03/06/desigualdade-entre-homens-e-mulheres-no-trabalho-quase-nao-caiu-em-27-anos-diz-oit.ghtml