O futuro chegou: saiba o que é fintech

Unindo bitcoins, mercado de aplicações e internet banking, as fintechs mudaram o mercado e chegou a hora de conhecê-las

Escrito por HDI Seguros 15/04/2019

O setor financeiro e empreendedor brasileiro foi balançado nos últimos anos com a chegada de um termo simples, porém, carregado de novidades: as fintechs. Oferecendo preços acessíveis e opções diferenciadas para todos os públicos, as empresas se tornaram as queridinhas do mercado.

Todo o protagonismo é resultado de grandes resultados em engajamento e movimentação de capital, mas afinal, o que essas empresas oferecem e o que têm sido o diferencial desses rendimentos?  Para não deixar dúvidas, resumimos tudo que há de mais importante no setor para te ajudar a formar uma opinião completa sobre o assunto.

Ao pé da letra, fintech, nada mais é do que a associação dos termos financial technology ou tecnologia financeira, em bom português. Na prática, uma fintech é uma companhia que utiliza tecnologia intensiva para oferecer produtos do setor monetário.

Conhecidas pelo conceito de startup, elas atuam nas áreas de inovação e de otimização de serviços. De modo geral, as propostas variam entre oferecer algum produto do mercado a um preço mais acessível, devido ao custo operacional mais modesto que ambas necessitam para funcionar.

Conhecidas por serem menos burocráticas, as fintechs possuem menos produtos, porém são direcionados para diferentes especificidades do dia a dia. Os exemplos mais comuns são as contas online, os cartões de crédito sem anuidade, as plataformas de investimento de baixo risco e as facilidades para empréstimos.

Porém, a variedade é tão grande que há espaço para serviços direcionados para compra e venda de criptomoedas, crowdfunding, contabilidade, gestão financeira, controle de cartões corporativos ou pré-pagos e até mesmo empréstimos para causas filantrópicas ou sociais. Em alguns casos, as fintechs foram criadas como uma alternativa para conectar diferentes públicos, como pessoas ou empresas com interesse em apoio a algum projeto e iniciativas que necessitam de inventivo financeiro.

Embora o Brasil ofereça um cenário de grande concentração bancária (acima dos 80%), de acordo com a pesquisa Fintech Deep Dive 2018, realizada pela ABFintechs e PwC, atualmente, há em atividade no Brasil quase 400 fintechs operando, o maior mercado da América Latina. Juntas, elas movimentam mais de um bilhão de reais por ano e 95% dessas startups preveem aumento de receita.

Como 93% das fintechs estão localizadas nas regiões sul e sudeste, há muito espaço para crescimento. Com os avanços tecnológicos instantâneos deste século, estamos acostumados a ouvir sobre novidades do setor econômico a cada mês. Não se sabe até quando o mercado de fintechs continuará em alta, porém, é possível dizer que muitas delas já se estabeleceram como fundamentais para uma grande parcela do mercado, especialmente os mais jovens.

Fontes:

https://www.pwc.com.br/pt/setores-de-atividade/financeiro/2018/pub-fdd-18.pdf

https://blog.toroinvestimentos.com.br/fintech-brasil-melhores-fintechs-brasileiras