O que há de novo no setor de mobilidade?

Carros sem motoristas, gestão eficiente de frotas? Conheça algumas das tendências sobre o futuro da mobilidade

Escrito por HDI Seguros 04/01/2021

A mobilidade não se tornou a palavra do momento à toa. Mas você tem ideia de como essa questão transforma o mercado de transporte? Com o crescimento das cidades e os avanços tecnológicos, novas soluções são desenvolvidas para dar conta da crescente demanda de se mover com eficiência, segurança e independência. Fique ligado na lista de novidades que separamos para você ficar por dentro do assunto.

Um dos principais atores dessas mudanças é o celular. Atualmente, há em torno de 230 milhões de aparelhos ativos no Brasil, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (2019), o que significa mais de um aparelho por habitante. Considerado uma ferramenta indispensável tanto para trabalho quando para lazer, o telefone se transformou em um protagonista dessa mudança através do fácil acesso à internet e da liberdade de escolha.

A alternativa mais procurada no que diz respeito aos celulares tem sido os aplicativos de transporte. A eficiência desses programas conecta motoristas e passageiros e gera uma prestação de serviço mais sustentável, inteligente e inovadora. Uma mudança que chegou para ficar e ganhou forte aderência do público: de acordo com dados da Universidade Federal do Rio Janeiro (2018), os apps já transportam quase 750 mil pessoas por dia na capital carioca.

Além de atender o público final, há também soluções sendo implantadas no mercado de logística, gerando entregas mais rápidas e a gestão mais assertiva de caminhões nas estradas. Sem contar os aplicativos que conectam entregadores a empresas que precisam de fretes mais eficientes e baratos. A expectativa para os próximos anos é a inserção de carros elétricos e até veículos que atuam como drones, sem a necessidade de motorista.

Se não bastasse o transporte de carros e caminhões, as bicicletas e os patinetes entraram em peso no mercado no último ano. Algumas empresas e startups decidiram ampliar as operações na América Latina, levando diversos modelos de patinetes e bicicletas elétricas para as principais cidades do continente, sendo o Brasil o principal foco de atuação. Com bases espalhadas nas metrópoles, é possível fazer a locação de um veículo através do celular, realizar o trajeto e deixá-lo em um local que outro usuário possa seguir viagem. Um ciclo sustentável e eficiente que alimenta todas as engrenagens da mobilidade.

Outras alternativas interessantes são as plataformas de caronas, que atuam para economizar no orçamento e promover uma gestão eficiente do trânsito. Além da vantagem no bolso, esses apps têm o diferencial de gerar uma rede de contatos, com a oportunidade de criar grupos com usuários que fazem o mesmo trajeto com frequência.

Há também opções para viagens intermunicipais como ônibus fretados, organizados através de programas no celular. Além de se transformarem em uma alternativa às grandes empresas do setor, os aplicativos disponibilizam trajetos de acordo com a demanda de usuários que desejam se deslocar para uma determinada cidade, naquela data e horário. Uma forma de unir economia e comodidade de forma inteligente.

Embora todo esse cenário pareça promissor, ainda há muito a ser feito. A verdadeira mudança está na diversificação do setor e oferece ainda mais opções ao usuário, que pode decidir se quer ir a pé até a estação do metrô, de patinete ao trabalho, voltar para casa de ônibus ou chamar um carro para ir passear no final de semana.

Fontes: